ABERTAS INSCRIÇÕES PARA 2a. OFICINA DE TEATRO - INFORMAÇÕES: 3274.2197 - FUNDAÇÃO NILO PEREIRA

Coral cantos do vale

Coral cantos do vale
Coral canto do vale tem como regente Kleber Praxedes

Estação da cultura

Estação  da cultura
Visitem

18 de out de 2009

SUCESSO TOTAL:
A MAIOR FESTA
PARA CRIANÇAS JÁ REALIZADA
EM CEARÁ-MIRIM
Pela primeira vez, um governo municipal dar demonstrações de que as crianças são prioridade numa gestão.
Além das inúmeras ações realizadas como, criação e ampliação dos Centros de Educação Infantil, o governo Peixoto, está implementando para o ano letivo de 2010, o fardamento escolar e o livro didático infantil para crianças na faixa etária de 4 e 5 anos de idade.
E nesta quinta-feira 15/10, a Prefeitura realizou a maior festa para a criançada jamais vista em Ceará-Mirim. Cerca de mais de 5 mil foram a Praça da Igreja Matriz participar da festa, segundo informou a coordenadoria de lazer da Secretaria Municipal de Juventude, Cultura, Esporte e Lazer.
As comemorações alusivas ao dia da Criança em Ceará-Mirim estão sendo marcadas por muita alegria e animação. Desde o último dia 9/10, o prefeito Antônio Peixoto, acompanhado de uma equipe está percorrendo todas as escolas de ensino infantil do município, proporcionando à todas as crianças a alegria de receber um presente em homenagem ao seu dia.
Essa foi a primeira festa da criança realizada pelo governo Peixoto, tendo já sido considerada como a maior na história do evento já vista em Ceará-Mirim, para comemorar o dia da criança.
O evento teve início às 15h30 na Praça da Igreja Matriz, onde aconteceu distribuição presentes à todas as crianças que compareceram, lanche, pipocas, algodão doce, parque infantil gratuitamente para toda a criançada, participação de palhaços que fizeram a alegria e animação de cerca das 5 mil crianças presentes.
A festa contou com a presença do prefeito Antônio Peixoto, da primeira dama do município e secretária de Assistência Social Ozeny Fernandes e do deputado estadual Potí Júnior que fez questão de prestigiar a criançada cearamirinense, além de secretários e demais auxiliares de governo.
O evento, foi realizado pela Prefeitura de Ceará-Mirim, através das secretarias de Assistência Social, Juventude, Cultura, Esporte e Lazer, Turismo, Educação, com o apoio das demais secretarias municipais. O evento contou também com a importante colaboração da então Secretária Nacional da Receita Federal, a potiguar Lina Vieira, que quando no exercício da função fez a doação de milhares de presentes, contribuindo dessa forma, para o sucesso da festa infantil.
Essa é a primeira grande festa para as crianças que o governo Peixoto realiza, em praça pública, já no seu primeiro ano de gestão.
Durante o evento, o prefeito fez questão de passear pelo meio das crianças no momento em que elas brincavam gratuitamente no parque de diversões infantis. “Isso é apenas uma demonstração do que vocês merecem. Tudo o que o meu governo puder fazer, vai fazer para melhorar as condições de vida e de ensino das nossas crianças, que são, com certeza, o futuro do nosso município”, disse o prefeito Peixoto ao falar durante a festa para parabenizar todas as crianças de Ceará-Mirim.

Fotos: Divulgação - Fonte: Jorge Moreira

16 de out de 2009

CULTURA
Ceará-Mirim tem
dois Patrimônios Vivos do Estado
Waldeck, Lula, Caboclinhos e Gibson Machado

O reconhecimento foi feito oficialmente, em solenidade realizada último dia 13/10 no Centro de Cultura Chico Daniel da Fundação José Augusto em Natal.
O Município de Ceará-Mirim foi contemplado duplamente, através do Grupo Folclórico Caboclinhos e do Sr. Tião Oleiro Mestre dos Congos de Guerra do distrito de Tabuão, ambos foram inseridos no primeiro elenco formado por dez representantes da cultura popular norte-riograndense.
A Comissão Estadual de Folclore também escolheu para receber o benefício, os mestres Xexéu - Cordelista, Luiz Campos - Poeta, Antônio do Tapará - mamulengueiro e mestre do Boi do Reis (Macaíba), Grigório Santeiro - Escultor, Antônio da Ladeira - Boi do Reis (Santo Antônio), João Viana - mamulengueiro, e os Grupos Chegança de Barra do Cunhaú e Fandangos do município de Canguaretama.
Eles foram agraciados com uma bolsa vitalícia patrocinada pelo Governo do Estado por intermédio da Lei do Patrimônio Vivo, nº 9,032/2007 de autoria do deputado estadual Fernando Mineiro.
O diploma concederá aos contemplados uma bolsa mensal e vitalícia no valor de R$ 1,5 mil (aos grupos) e R$ 750 (aos mestres), além de outros privilégios ligados a projetos culturais.
Na abertura, antes de iniciar a entrega dos certificados dos Registros do Patrimônio Vivo/RN, a Fundação fez a explanação de um documentário que mostra com detalhes cultura potiguar rica na diversidade de talentos.
Segundo o diretor geral da Fundação José Augusto, Crispiniano Neto foram consideradas como avaliação de escolha a capacidade, a tradição, vivência e situação atual de cada grupo e mestre.
O secretário municipal da Juventude, Esporte, Cultura e Lazer Luiz Oliveira e o presidente da Fundação Nilo Pereira Waldeck Moura acompanharam a solenidade representando o município e falaram da satisfação do prefeito Antônio Peixoto com o reconhecimento da tradição do folclore ceará-mirinense que destaca dois Patrimônios Vivos de grande representatividade para cultura local.
Para o professor e pesquisador Gibson Machado responsável pela inscrição do Sr. Tião e colaborador do processo de inscrição do Grupo Caboclinhos, o benefício significa a afirmação de uma cultura que é referência no estado.
Emocionado o Sr. Sebastião João da Rocha, mais conhecido como Tião Oleiro agradeceu ao autor da lei, por valorizar a tradição da cultura potiguar, e também aos membros integrantes do Grupo Congos de Guerra, liderado por ele desde a morte de seu pai o mestre João José da Rocha ocorrida em 1934.
“Vamos valorizar a cultura do Rio Grande do Norte, não podemos deixá-la morrer, precisamos transferir os nossos conhecimentos para as futuras gerações e este apoio é muito importante” frisou o mestre.
Para Severino Roberto do Grupo Caboclinhos o momento significa o reconhecimento de longos anos de dedicação e amor ao folclore.
“Este é o trabalho de uma família inteira, a começar pela composição do grupo que tem mais de 80 anos de fundação e conseguiu manter as tradições com muita dificuldade, a ajuda do poder público é bem vinda e importante” destacou Severino.
O Grupo Caboclinhos encerrou a solenidade dançando e encantando aos presentes que festejaram o acontecimento que marca um novo momento na cultura do Estado, como forma de incentivo aos artistas do Rio Grande do Norte.
Por: Jhancy Richelm - Fotos: Oldair Vieira

Mestre Tião Oleiro (Congos de Guerra)

Mestre Birico (Cabolinhos)

Caboclinhos (Ceará-Mirim) no Teatro de Cultura Popular


13 de out de 2009

Há muito tempo, em especial nos último oito anos, a cultura em Ceará-Mirim era privilégio da elite, ou seja, para poucas pessoas, já que a desigualdade social aqui é muito grande. A prioridade era Concurso literário, de poesia, orquestra sinfônica, etc; enquanto a cultura popular, para o povão, estava sempre em último plano, esquecida.
Por muito tempo houve esse privilégio à elite e não faz sentido o gestor trabalhar para alguns quando a meta é suprir a todos.
A Estação Cultural, por exemplo, hoje em plena atividade, com realização de eventos para toda a comunidade escolar, religiosa, civil, ongs, etc, anteriormente servia apenas a um seleto grupo.
Pretendo, como gestor da Fundação Nilo Pereira, que agora tem CNPJ, enaltecer a cultura através da literatura de cordel, do teatro popular, exibição de filmes, apresentação de danças folclóricas e outras ações envolvendo artes, em comunidades menos favorecidas.
Ceará-Mirim tem 94 distritos que nunca foram contemplados com projetos culturais. Sua fonte de cultura está relacionada, na maioria das vezes, a assistir DVDs e ouvir CDs piratas de qualidade duvidosa. Pretendo mudar esse quadro.
Nossos projetos e ações futuras:
- Caravana Cultural: Consiste em levar às comunidades periféricas: exibição de cinema em tela gigante; apresentação de espetáculos de teatro, dança, literatura, entre outros.
- Museu de Cultura Popular – A ser instalado provavelmente no Centro de Apoio ao Turista (entrada da cidade), com objetivo de resgatar nossa arte e cultura popular através de peças representativas;
- Beco do Artesão (Projeto já em andamento)- Espaço específico entre os mercados do Café e Frutas e Verduras, oportunizando nossos artesãos a exporem e venderem seus produtos;
- Casa de Cultural Popular – Espaço destinado a realização de cursos e oficinas de Pintura em tela, tecidos, bordados, escultura, desenho, música, canto, etc;
- Revitalizar a Banda de Música Tenente Djalma Ribeiro;
- Realização do AUTO DE NATAL, com tema popular ligado a história do Vale verde.
- Ações culturais e apresentações artísticas na Festa da Padroeira (já este ano com dois palcos, proporcionando opções musicais).
- Quinta Cultural no Mercado Público, dentre outros.
Só acredito em projetos culturais que englobem a maioria da população, de preferência que venham da periferia para o centro.

8 de out de 2009

VOCÊ SABIA?

Desde sua criação em 07 de agosto 1991, pela Lei 1.197, a FUNDAÇÃO NILO PEREIRA não tinha CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica), extremamente necessário para o perfeito funcionamento do órgão.

JÁ TEMOS CNPJ

Nossa gestão a frente da FNP enfrentou, durante longo período, todo um trâmite burocrático e finalmente conseguimos a liberação deste importante documento. A Secretaria da Receita Federal emitiu ontem, 07/10/2009, o comprovante definitivo de inscrição que recebeu o nº 11.203.018/0001-07.
A partir de agora, a FUNDAÇÃO NILO PEREIRA poderá participar de Editais para projetos culturais, quer na esfera Estadual ou Federal, proporcionando assim maiores chances na captação de recursos que contribuirão para o engrandecimento de nossa cultura popular.
Waldeck Araújo de Moura